Visagismo: descubra a importância de valorizar o seu tipo de beleza

conheça os principais conceitos do visagismo

O ser humano estuda a beleza desde o começo da civilização. Os gregos antigos foram os primeiros a classificar as diferentes formas pela qual a beleza se manifesta. A ciência do visagismo surgiu como uma forma de descobrir quais são as impressões que as pessoas passam para as outras e as formas de usar a nossa própria beleza em favor da imagem pessoal.

O primeiro tipo de classificação da beleza foi criado por Hipócrates, que relacionou os tipos de beleza com diferentes temperamentos. Todas as pessoas apresentam características de todos os quatro temperamentos em seu rosto, mas a maioria apresenta um ou dois tipos predominantes. O ideal de beleza para os gregos antigos era um equilíbrio perfeito entre os quatro elementos, como acontece no rosto de Meryl Streep (por isso ela tem facilidade em interpretar papéis tão diferentes).

Guia de Batons - Dicas de Batom pela Sephora

Conheça as classificações dos temperamentos de Hipócrates

Ele criou quatro classificações principais dos diferentes tipos de beleza, que são usados até hoje por visagistas, maquiadores, hairstylists e consultores de moda para valorizar a imagem e a beleza de seus clientes. Os temperamentos encontrados por Hipócrates são os seguintes: colérico, sanguíneo, fleumático e melancólico.

Temperamento de beleza colérico

O temperamento colérico é típico das pessoas que esbanjam atitude. Sabe aquelas pessoas que chegam em um ambiente e atraem toda a atenção instantaneamente, passando uma imagem de poder e liderança? Provavelmente têm a beleza colérica. Este é o temperamento de beleza da musa Angelina Jolie, por exemplo. Os traços marcantes e angulosos são a principal característica de quem tem este tipo de beleza. A cor que melhor representa e acentua este tipo de beleza é o vermelho.

Temperamento de beleza melancólico

Já o temperamento melancólico é o extremo oposto. Suas características principais são as formas longilíneas, como o rosto oval e o nariz fino. Este tipo de beleza demonstra delicadeza e introversão. É típico de pessoas com vocação artística ou científica, como no rosto de Liv Tyler. A sua cor é o azul.

Temperamento de beleza sanguíneo

O temperamento sanguíneo é típico das pessoas extrovertidas, festeiras e nada organizadas. A beleza sanguínea demonstra uma personalidade voltada para o exterior. Pessoas alegres, que levantam o astral por onde passam e que apresentam uma beleza radiante são do tipo sanguíneo, como a über model Naomi Campbell.

Temperamento de beleza fleumático

Por sua vez, as pessoas de temperamento fleumático demonstram poucas emoções. De modo geral são alegres e amigáveis, contudo não demonstram a mesma energia das pessoas com temperamento colérico ou sanguíneo. Costumam ter o queixo retraído e olhos com pálpebras grandes e pesadas. Seu rosto normalmente é oval ou redondo, com traços de profunda serenidade, como a atriz Scarlett Johanson.

O papel do tom de pele no visagismo

Não são só os traços e o temperamento que determinam o seu tipo de beleza no visagismo, o tom da sua pele também é determinante para que as suas melhores características venham à tona.

A primeira divisão que se faz no visagismo está relacionada à temperatura da pele, ou seja, se ela apresenta tons predominantemente quentes ou frios. As peles frias costumam ter uma cor puxada para o rosa (em peles brancas), oliva (tanto em pele branca como em negra)  ou para o azul (em peles negras). Já as peles quentes apresentam tons de fundo dourados ou marrom-alaranjado (em pele negra). Também é possível que a pessoa apresente pele neutra, que mistura os subtons quentes e frios em equilíbrio.

Dentro destas três categorias existem diversas classificações, que também usam a cor dos olhos e cabelo, para entender quais são as cores de roupa e maquiagem que valorizam cada tipo de pessoa.

Quer aprender mais sobre visagismo? Assine a newsletter do Blog! Aqui sempre teremos novidades sobre  tudo o que cerca o mundo da beleza!